Teste de Campbell

Como escolher o melhor filhote para você segundo o teste.

Olá amigos, mantendo a tradição em lhes trazer novidades e curiosidades do mundo cinófilo, decidimos disponibilizar em nosso site uma série de artigos traduzidos dos melhores livros cinófilos, dos mais renomados estudiosos de etologia e cinofilia mundiais, espero que todos apreciem.

Administrador

 

TESTE

Este teste é preferivelmente aplicado entre 7 e 9 semanas de vida do filhote, é a idade em que ele costuma dar os melhores resultados.

– VIR ATÉ NÓS

Coloque o filhote no chão em local desconhecido. Afaste-se aos poucos e agache-se. Chame-o com um tom de voz alegre, batendo palmas ou os pés no chão. Marque a resposta apropriada. O filhote:

a) veio prontamente, pulou em você e, talvez, pós a boca na sua mão ou mordeu-a.

b) veio prontamente, cauda levantada e subiu no seu colo.

c) veio prontamente, cauda nivelada ou ligeiramente caída.

d) veio, mas hesitante, talvez rastejando.

e) não veio.

– SEGUIR PESSOAS

Fique em pé e afaste-se do filhote, sem encorajá-lo. Observe sua reaçao. O filhote:

a) seguiu você bem de perto, cauda levantada, sacolejando e perseguindo seus pés.

b) seguiu-o bem de perto, cauda levantada e parou bem perto.

c) seguiu-o hesitante.

d) seguiu-o devagar, talvez rastejando.

e) não o seguiu.

– BUSCAR OBJETOS

Mostre um papel amassado ao filhote. Quando você perceber que ele o viu, arremesse-o na frente dele, a uma curta distância. O filhote:

a) perseguiu o papel rapidamente, trouxe-o de volta, mas ficou brincando sem devolvê-lo.

b) perseguiu o papel, trouxe-o de volta e permitiu que você o pegasse.

c) foi atrás hesitante, mas trouxe-o de volta até, pelo menos, parte do caminho.

d) não foi atrás.

e) foi atrás do papel mas desistiu, mudando de direção.

– ADESTRAMENTO

Fique em pé, com o filhote olhando para você. Com as mãos sobre a cabeça dele amasse um pedaço de papel produzindo um barulho bem perceptível. Continue com o barulho e conduza as mãos devagar em direção à cauda, dizendo “senta”. Quando ele obedecer, elogie-o e permita que brinque rapidamente com o papel. Repita 4 ou 5 vezes. O Filhote:

a) pula em você, tentando pegar o papel.

b) pula em você na primeira vez, mas depois, na segunda ou terceira tentativa, senta rapidamente com a cauda balançando.

c) senta na segunda ou terceira vez.

d) senta e, depois, deita.

e) vai embora

– SER ACARICIADO

Acaricie o filhote afagando a cabeça, pescoço, ombros e costas. Passe a mão nas orelhas, focinho, patas e por todo o corpo. O filhote:

a) pula em você, rosna ou morde suas mãos.

b) põe as patas nas suas mãos, fica excitado movendo o corpo e tenta subir em você.

c) fica excitado, movendo o corpo e lambe sua mão.

c) rola no chão e fica de barriga para cima.

e) debate-se e afasta-se.

– DOMINÂNCIA

Role o filhote no chão, de lado e de costas, e segure-o de forma que fique imóvel, até se acalmar. O filhote:

a) resiste com todas as suas forças, tenta morder, rosna e resmunga.

b) resiste vigorosamente e talvez resmunga.

c) resiste, mas depois se acalma.

d) não resiste, lambe suas mãos.

e) não resiste e, talvez, urina.

PONTUAÇÃO

Três ou mais “A’s”: o filhote é dominante e mostra tendência agressiva. Pode morder. Não é indicado como primeiro cão para uma família com crianças pequenas e nem para uma pessoa muito tranqüila e dócil. Seu dono deverá ser adulta, experiente e educá-lo com firmeza, mas sem agressividade paro não deixá-lo ainda mais agressivo. O cãozinho poderá tornar-se um bom companheiro e prestar bons serviços, mas há também o possibilidade de que venha a ser difícil de controlar

Três ou mais “B’s” ou uma combinação de “A’s” e “B’s”: o filhote tende a ser extrovertido e dominante. Não é indicado como primeiro cão nem para uma família com crianças pequenas, embora sirva para crianças mais velhas. Será um bom cão de trabalho para um dono experiente.

Três ou mais “C’s”: este cão serve paro o maioria das pessoas. É adequado para uma família com crianças, para pessoas idosas e para quem pretende ter um cão pela primeira vez. Aceitará bem o treinamento.

Três ou mais “D’s”: é um cão submisso que precisa ser tratado com delicadeza, um companheiro adequado para pessoas idosas ou para adultas tranqüilos. Seu dono não precisa ser experiente, mas um treinamento positivo e sociabilização cuidadosa ajudará o cão a se integrar melhor Não deve ser tratado com violência.

Três ou mais “E’s” ou combinação de “D’s” com “E’s”: este cão pode ser excessivamente tímido. Se tiver um “a” na pontuação pode morder em situações de estresse, não sendo indicado para crianças ou donos inexperientes.

Fonte:

Campbell, W.E.1975. Behavior problems in dog Am. Vet. Publications, Inc.California.
Tradução e adaptação: Ynês Satiko