Vacinas e Vermifugo

A vacinação do animal é muito importante para garantir a sua saúde e evitar doenças fatais como a tão conhecida Parvovirose, Cinomose e a Leptospirose.

Calendário de Vacinação

 

Idade do cão
Descrição da Vacina
Prevenção
45 a 60 diasV8 ou V10Parvovirose, Cinomose, Hepatite,Infecciosa, Leptospirose, Coronavirose
66 a 71 diasV8 ou V10Parvovirose, Cinomose, Hepatite,Infecciosa, Leptospirose, Coronavirose
73 a 84 diasV8 ou V10Parvovirose, Cinomose, Hepatite,Infecciosa, Leptospirose, Coronavirose
120 a 180 diasAnti-rábicaRaiva Canina – Reforço anual

 

E todo ano o cão deverá fazer um reforço das vacinas, conforme orientação de seu Médico Veterinário.

Doenças Infecciosas
As doenças a seguir podem ser prevenidas por meio de um plano adequado de vacinação, indicada pelo seu Médico Veterinário.
Mantenha a carteirinha de vacinação sempre em dia. É muito importante!

 

Doenças
Sintomas
Cinomose
Doença viral, muitas vezes fatal, que pode apresentar como sintomas febre, vômito, diarréia, alterações cutâneas, tosse, corrimento nasal/ou ocular e, não raramente, alterações neurológicas.
Parvovirose
Geralmente fatal, essa virose causa falta de apetite, vômito, diarréia sanguinolenta, desidratação e, em alguns casos, problemas cardíacos.
Leptospirose
Doença causada por bactéria que afeta o fígado e rins, caracterizada por falta de apetite, diarréia sanguinolente, icterícia (amarelamento), dor abdominal e vômito. Pode ser transmitida ao homem (zoonose).
Coronavirose
Assemelha-se à Parvovirose em sua apresentação. Embora tenha sintomas geralmente mais brandos, não dispensa cuidados veterinários.
Hepatite Infecciosa Canina
Doença viral que atinge o fígado e pode levar à morte.
Raiva
É uma zoonose fatal. O homem contamina-se quando entra em contato com a saliva de um cão contaminado com o vírus da raiva.

 

Verminoses

A maioria dos cães já nascem com vermes, que podem ser transmitidas através da placenta da mãe ou durante a amamentação, essas infecções são fáceis de tratar e prevenir. As verminoses podem ser previnidas por tratamento períodico de vermífugos, prescritos pelo Médico Veterinário. É recomendado vermifugar os filhotes já nas primeiras semanas de vida.

O controle de parasitas intestinais (vermes e protozoários) é um dos cuidados mais importantes do programa preventivo de saúde de um cãozinho, pois uma infestação severa pode levá-lo a morte em poucas semanas.

Vermifugando-o corretamente contra os parasitas internos (endoparasitas) mais freqüentes, você estará preservando não só a saúde dele como de toda sua família, pois vários desses parasitas são transmissíveis aos seres humanos (zoonoses) – ex.: larva migrans cutânea, larva migrans visceral, vermes intestinais, giardia, etc.

SINTOMAS

¤ Vômitos freqüentes;

¤ Atraso no crescimento;

¤
Má condição de pelagem;

¤
Sinais de abatimento e enfraquecimento;

¤ Espirros com eliminação discreta de catarro;

¤ Esfregar o ânus no chão;

¤ Cólicas e diarréias freqüentes, geralmente com muco e/ou sangue;

¤ Volume da barriga aumentado contrastando com o resto do corpo franzino.

Um programa de vermifugação simplificado para filhotes pode ser realizado da seguinte maneira:

1ª DOSE: Vermífugo de amplo espectro com 3 semanas de idade;

2ª DOSE: Vermífugo de amplo espectro com 6 semanas de idade;

3ª DOSE: Vermífugo de amplo espectro com 3 meses de idade;

4ª DOSE: Vermífugo de amplo espectro com 5 meses de idade.

Após esta idade a vermifugação a cada 6 meses é desejável, até o final da vida do animal.

Leave a Comment