Não são poucos os emails que nosso site tem recebido nos indagando o que são, como são e porque participar de exposições caninas de estrutura e beleza, não somos especialistas mas fomos atrás das respostas para tentar esclarecer o assunto para nossos usuários.

Mas o que são as exposições e títulos ?

Vamos do inicio, o que é o pedigree ?

Bem em termos simples e diretos como é nosso estilo, o pedigree nada mais é do que o Certificado de Registro de Origem, sua função é semelhante ao Termo de Garantia de um carro, ou produto eletro-eletrônico, é o documento que atesta e garante a procedência do animal que estamos adquirindo, verificando o documento com atenção, nele obteremos informações sobre uma parte da linha consanguíneo do nosso exemplar pais, avós e bisavós maternos e paternos do nosso filhote, bem como as premiações deles já homologadas nos respectivos pedigrees de cada um deles. (Isso veremos mais adiante)

Bem agora sim, o que é uma exposição de estrutura e beleza?

É o evento realizado pelas entidades e clubes cinófilos com o intuito de qualificar, classificar e selecionar as várias raças por sua qualidade de estrutura e beleza como descrito em cada padrão oficial da raça, para o aprimoramento destas raças, levando assim a sua continuidade e evolução, visando sempre a qualificação genética e estrutural da raça segundo o PADRÃO OFICIAL E MANUAL DE ESTRUTURA E DINÂMICA DE CADA RAÇA.

E quem julga e avalia os cães?

Quem julga é o ÁRBITRO CINÓFILO. Em paradoxo costuma-se dizer nos meios cinófilos que quem julga é o padrão e não o árbitro, mas a verdade é que quem julga são árbitros cinófilos capacitados idoneamente e conhecedores dos padrões da raça e manuais de estrutura e dinâmica das raças as quais julga e avalia.

Em geral são eles também criadores ou ligados a cinofilia de alguma forma, na grande maioria estão na cinofilia por décadas já, eles tem a importante tarefa de naquela ocasião analisar o cão como um todo, movimentação, estrutura óssea e muscular, aprumos, pelagem, virtudes e faltas e dai tirar sua conclusão soberana em um evento.

Como funciona?

TÍTULOS

Campeão Inicial
Campeão Filhote
Campeão Jovem Nacional
Campeão Nacional
Grande Campeão Nacional
Campeão Panamericano
Grande Campeão Panamericano
Campeão Internacional

A EXPOSIÇÃO

Um dos principais objetivos dos clubes cinófilos é promover a boa criação e valorizar os cães que, esteticamente, estão de acordo com o padrão estabelecido para cada raça. Para cumprir este objetivo, cada clube promove exposições, nos quais os cães participam de uma espécie de ‘desfile de beleza’, onde são julgados por árbitros treinados para este fim e que vão analisar também a movimentação do cão. São verificados ainda: presença dos 2 testículos nos machos e a dentição em machos e fêmeas.

Normalmente em cada evento é realizadas mais do que uma exposição. Assim, ao participar de apenas um evento os cães são julgados por vários árbitros, sendo que cada árbitro caracteriza uma exposição autônoma.

Para participar dessas exposições não é preciso ter um canil nem ser filiado ao clube que está organizando a exposição. Os pré-requisitos para inscrever o seu cão é que ele tenha pedigree reconhecido pela Federação Internacional FCI e idade acima de 4 meses.

Também não é preciso ensinar muitas coisas ao cão. Ele precisa, basicamente, caminhar junto e do lado esquerdo do condutor. O ideal é que o próprio dono ensine e apresente seu cão, mas, como nem tudo é perfeito, existem profissionais cuja ‘missão’ é preparar e apresentar cães em exposições, HANDLER(tema de outro capítulo em breve).

Alguns cuidados básicos: não alimentar o cão antes de transportá-lo para o local da exposição nem dar banho do mesmo dia da exposição. Algumas raças exigem cortes de tosa especiais. Portanto, é preciso planejar com alguma antecedência a participação na exposição e a ‘toilette’ necessária.

É importante lembrar que das exposições só podem participar cães que tenham sido previamente inscritos e, normalmente as inscrições encerram-se uma semana antes da realização da exposição.

Nas exposições os cães são julgados primeiramente quanto à raça, depois quanto ao grupo e posteriormente escolhe-se o melhor cão da exposição.

Assim, numa primeira etapa todos os cães são divididos em seus respectivos grupos que são:

Depois são divididos na raça quanto à idade e quanto ao sexo. Ao todo são consideradas as seguintes classes:

Após terem sido escolhidos os melhores de cada raça presente à exposição, os juízes passam para o julgamento dos grupos, ou seja, os melhores de cada raça em cada um dos 11 grupos concorrem entre si e são destacados os quatros melhores de cada grupo.

É entre os melhores de cada grupo, que é escolhido o Melhor da Exposição ou Best In Show.

Paralelamente à escolha do Melhor da Exposição os cães concorrem a ‘certificados’ para obtenção de títulos como ‘Campeão’, ‘Grande Campeão’, etc. Não é obrigatório que o juiz conceda certificados em cada exposição, mesmo que apenas um cão esteja participando.

a) Machos que já tenham obtido o total de 70 (setenta) pontos de CGC, confirmados e homologados, atribuídos por 05 (cinco) árbitros diferentes;

b) Fêmeas que já tenham obtido o total de 50 (cinquenta) pontos de CGC confirmados e homologados, atribuídos por 05 (cinco) árbitros diferentes.

Pedigree CBKC FCI Verso